sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

A MÚSICA COMO INSTRUMENTO FACILITADOR


"Nenhuma outra disciplina pode servir ao bem estar da criança - físico e espiritual - tanto quanto a música".
Zoltan Kodály.




A música é uma das expressões artísticas mais antigas da humanidade. Por meio dela nos expressamos, nos comunicamos e interagimos com o mundo. A música fala aos nossos corações, permea nossa emoção e, consideramos que a forma mais efetiva de educação é através da vivência emocional. A música na educação infantil tem múltiplas possibilidades: recrear, desenvolver na criança o gosto e a sensibilidade pela arte, facilitar a socialização, a coordenação motora, o raciocínio lógico, a linguagem verbal, a linguagem do corpo, a identificação da realidade e a interação com o ambiente, estimulando a lateralidade, o reconhecimento das cores, dos números etc.
Segundo o psicólogo Howard Gardner (1995), a música é uma das dimensões da inteligência humana, e esta traz benefícios ao aprendizado na infância, como: desenvolvimento da coordenação motora, da capacidade de concentração, do raciocínio lógico e da criatividade, entre outros.
O RCNEI (Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil) afirma que a música é: “[...] uma das formas importantes de expressão humana, o que por si só justifica sua presença no contexto da educação, de um modo geral, e na Educação Infantil, particularmente” (BRASIL, 1998, v 3, p. 45).
Escolhi este tema para minha monografia que defendi em Setembro deste ano, e ele emergiu das minhas vivências pessoais, através das minhas filhas, que diariamente, desde o ventre, conviviam com as músicas que foram mencionadas neste trabalho, e também de muitas observações feitas em sala de aula no curso de Pedagogia e nos estágios, que me fizeram perceber a importância da música no desenvolvimento do ser e que esta não deve ser entendida como um simples complemento das horas ociosas em sala de aula.
Pouca gente percebe que a educação musical é algo que não precisa de justificativa e isto fica bem claro na citação de Villa-Lobos em que diz: “é preciso musicalizar o povo. Todos gostam de uma partida de futebol ou de um convescote. Então devemos suscitar o mesmo entusiasmo pela música. A música é tão útil como o pão e a água”.
Com a nova da LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Lei 9394/96 (anexo 1), foi possível o retorno da Educação Musical ao currículo escolar, reiterando a obrigatoriedade do ensino de Artes por área específica. “O ensino de arte constituirá componente curricular obrigatório, nos diversos níveis da educação básica, de forma a promover o desenvolvimento cultural dos alunos” (Lei 9394/96, Artigo 26, § 2°).
Este retorno da Educação Musical ao contexto escolar de forma objetiva está se fazendo gradativamente, e ainda muito precisa ser feito. O êxito da área de música depende da ocupação dos espaços dentro das disciplinas, principalmente de Artes, por profissionais habilitados ou minimamente capacitados na linguagem musical.
Acredito que o processo de musicalização deve iniciar-se na escola, pois “(...) sendo a Escola a instituição responsável pela formação cultural da criança, cabe a ela também proporcionar esse conhecimento (...)” (SILVA, 1992, p. 92)
Em breve trarei partes do meu estudo, como: memórias da origem da música no indivíduo e os benefícios que esta traz às pessoas, seu significado na educação das crianças e a música no desenvolvimento cognitivo. Também postarei aqui um pouco sobre as músicas trabalhadas com crianças em sala de aula. E abordagens sobre a música, o processo de musicalização e o verdadeiro papel desta na educação. E por fim, para encerrar as postagens sobre este tema, apresentarei as contribuições das inteligências múltiplas de Gardner (1995), a integração do ser através da música, a importância da expressão musical e os subsídios pedagógicos da música.
Pretendo apresentar a música e seu processo de musicalização como elementos contribuintes para o desenvolvimento da inteligência e a integração do ser. Mostraremos como a musicalização com crianças pode contribuir para a aprendizagem, como também trazer sugestões de atividades e analisar o papel da música na educação como facilitadora do processo de aprendizagem.


Conto com a reflexão e sugestões de todos!!!

4 comentários:

Vitor Araujo disse...

Parabéns pela postagem e pelo blog. Esperamos novas matérias.

Flavinha disse...

se eu já era encantada com o poder da música, agora ao ler seu artigo fiquei o dobro. Parabens, vc foi D+ mais. sucesso.
você esta sendo uma espiração para desenvolver um projeto sobre música.

A disse...

Sou fascinado por música e o seu artigo encorajou-me para que eu defenda minha monografia em cima deste tema. Parabéns, continue postando mais coisa desse nível.

A disse...

Este artigo é "show de bola"